Design: como acertar a linha criativa da marca empregadora

Em geral, os designers se expressam melhor por meio das cores, das formas, do layout e da arte final. Hoje, buscarei por meio dessas linhas, tentar compartilhar com você um pouco mais do processo criativo que eu tenho dirigido para a AIR e a Hub Talent. Prazer, eu sou o Vinícius Lopes, o diretor de arte que está por trás das imagens de tudo que envolve o grupo Somos Hub.

Meu objetivo ao escrever esse artigo é inspirar os novos designers neste complexo universo que é criar para diferentes corporações. Boa parte da minha carreira foi dedicado ao universo das consultorias de recrutamento & seleção e também na escola de criação para o varejo.

Parecem dois universos bastante opostos, certo? De um lado o institucional e do outro a agilidade do varejo. Mas, acredito que a força da minha bagagem está justamente na união da velocidade de se pensar em soluções ágeis, as diferentes culturas entre setores, para ao final, atrairmos e engajarmos um profissional para determinada oportunidade.

Vamos colocar a imaginação para funcionar… quando você assiste um comercial de um produto X, por exemplo, um lançamento de um refresco sabor tubaína onde as pessoas correm pelo escritório em cadeiras, você certamente se pergunta: “quem bebe refrigerante sabor tubaína em um escritório?” Talvez não, mas mesmo assim se deixa levar pela peça e logo fica na memória aquele surrealismo da propaganda brasileira.

Com marca empregadora isso não funciona. Você precisa ter a assertividade, conhecer seus colaboradores, futuros colaboradores, cultura, visão e valores da empresa e por fim, saber a dose exata do que é apresentado. E cuidado com as armadilhas, em geral, nos briefings o que se vê é a parte boa, da mesma forma que toda mãe considera o seu filho o mais bonito do mundo, muitos presidentes e fundadores das empresas também tendem a apenas mostrar o lado mais lindo de suas corporações.

De nada adianta a foto plasticamente mais bonita se não há empatia. Nossa principal missão é criar uma linguagem que junto com o conteúdo, passe a mensagem mais autêntica possível, sem ruído e de fácil entendimento. Marca empregadora tem que ter transparência. Não é uma venda, é uma apresentação do melhor lugar do mundo para se empreender. São as cartas na mesa para você decidir sobre sua próxima ou se manter na atual jornada.

Mas, vamos a prática, como funciona o processo criativo de um designer focado em employer branding?

Acredito que todo criativo que se preze trabalha 24 horas por dia. Seja em sua estação de trabalho ou por aí, pela vida, absorvendo referências como: assistindo o dia a dia das pessoas, sentindo o cheiro da cidade, descobrindo uma nova música, um livro, um meme ou um espetáculo. Antes do primeiro passo sempre é importante a pesquisa e o entendimento do projeto.

Um tempo atrás tive um trabalho para uma empresa do agronegócio que simplesmente a referência que me veio para desenvolver a linha criativa era uma pichação no topo de um prédio abandonado do lado do Masp. Como foi possível a união de dois universos distintos? A dose do improviso e do bom senso.

Não tenha medo de arriscar, desde que tenha atenção na caminhada. E quer saber quais são alguns dos passos?

Logotipo

Um projeto tem a responsabilidade de garantir o sucesso entre seus colaboradores. Ele precisa ser criado com carinho e atenção. É a linha de frente, a primeira troca de olhar onde se conquista ou está fadado ao fracasso. Ele pulsa, é vida.

Tipografia

Ela te oferece o tom de voz desejável na peça. Uma “cursiva” leva a mensagem com carinho ao seu público. Uma “sans” em caixa alta passa uma sensação de orgulho da mensagem, um lançamento, novidade.É a confirmação de que o recado foi passado (e não GRITADO!).

Banco de imagens/ Imagens reais

Sabendo realizar uma boa pesquisa e aplicação é uma solução em caso de tempo x investimento. Não substitui o impacto de uma foto real, mas é uma alternativa sempre a se considerar.

Iconografia

Tem seu papel de equilíbrio em uma comunicação. Seja para pontuar do’s & dont`s; ou simplesmente para informar data, dia e horário de um convite.

Cores

Possui um papel super importante. Seja para manter a Marca Empregadora institucional ou simplesmente para permitir criar categorias e fácil entendimento da mensagem.

Minimalismo/ Excesso

Na dúvida menos é mais, sempre.

 

Viver a vida é criar um repertório. Monte o seu a partir de agora. E se você gostou da nossa maneira de criar, que tal vir conhecer a gente? Estamos sempre abertos para novos talentos!

 

Vinícius Lopes
Diretor de criação SomosHub / AIR